Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


...

por O Principezinho, em 04.04.15

- Somos uns privilegiados. - disse ele apontando para a janela. 

- Está uma noite fantástica. Isto é o paraíso.

- Vejo que acendeu a lareira. Deve estar cansada. - Desdobrou a manta e estendeu-a no sofá. - deite-se aqui enquanto vou dar uma vista de olhos a ver se existe aqui alguma coisa que se coma. Estou esganado de fome.

- Acendi. Torna o espaço ainda mais acolhedor...

Ela deitou-se no sofá e cobriu-se com a manta. Aquele desconhecido transmitia-lhe uma segurança que ela não sabia explicar. Não o conhecia de parte alguma, nem o nome dele ela sabia e no entanto, sentia-se segura e protegida.

Ele olhou para ela e sorriu. Tinha alguma dificuldade em desviar o olhar, pois era uma mulher bonita. E, no entanto, não conseguia fixar o seu olhar.

Procurou nas prateleiras e encontrou panelas e tigelas velhas. Abriu um armário e encontrou uma garrafa de vinho tinto. Segurou-a e colocou-a em cima da mesa. Abriu todas as gavetas mas não encontrou nenhuma comida à excepção de duas latas de atum.

- Gosta de atum? - disse ele, sorrindo e acenando com as latas. - Parece que é tudo o que temos.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D