Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


...

por O Principezinho, em 09.02.16

Piscou-lhe o olho, sentou-se na erva e deixou-se cair para trás. Fechou os olhos e adormeceu de cansaço minutos depois.

Ela ficou parada a observá-lo. Observou as suas feições, o seu rosto enquanto ele dormia sereno. Apetecia-lhe aninhar-se nele e ficar ali naquele sonho acordada.

Afastou-se dele. Ele tinha cuidado dela na noite anterior. Agora era a vez dela de fazer algo por ele. Mas antes de se afastar, pegou num pau de madeira e escreveu na terra “volto já”.

Caminhou e observou bem a vegetação ao seu redor. Encontrou cogumelos, mas não sabia distinguir os venenosos dos sãos. Continuou a caminhar sempre atenta ao caminho com receio de se perder.

Ao longe avistou um poço de água com uma árvore ao lado que parecia ser uma figueira. Com fome, correu até à árvore. Só pensava em alcançá-la, em surpreende-lo com os figos quando ele acordasse.  Mas quando estava prestes a chegar, não reparou num buraco no chão, tropeçou e caiu.

A dor no pé era tal que ficou imóvel, de olhos fechados e sem respirar, por uns momentos. Tentou levantar-se mas nem conseguia pôr o pé no chão.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D